betafly-color.png

Como Michael Jordan se tornou uma marca pessoal forte mundialmente?

banner-blog

A importância de revelar uma Marca Pessoal forte e se destacar entre as demais (marcas) com domínio do autoconhecimento e foco nos objetivos

Para quem não assistiu ainda, foi lançado há um mês a série documental imperdível “The Last Dance”, sobre Michael Jordan. Eu não sou fanática por basquete, mas confesso que, ao me mudar para Califórnia, entendi o que este esporte representa para os americanos e como o ícone Jordan é um símbolo de reverência e respeito. Fiquei muito entusiasmada em ver a série e trazer uma perspectiva sobre a Marca Pessoal de Jordan.

Quando você pensa em basquete, tenho certeza que este nome vem à sua mente: Michael Jordan. Não é à toa que Jordan é considerado o maior jogador desse esporte na história da humanidade. Há quem diga que ele foi o melhor atleta de todos os tempos! Mesmo aposentado já há alguns anos, ninguém o “superou”. 

Como Michael Jordan mantém o posto depois de tantos anos? Como Jordan saiu do lugar de um cara comum, apenas uma promessa do basquete americano e passou a ocupar o posto de a maior estrela da modalidade? Jordan é inspiração para muitos! Só aqui na Califórnia, eu diria que 99% das casas tem uma cesta de basquete. Vamos juntos olhar o aspecto de um excelente case de sucesso sobre Marca Pessoal.

TALENTO, FOCO E PERSISTÊNCIA FIZERAM DELE O MELHOR DO MUNDO 

Você pode achar que não tem, mas sim, todo mundo tem um talento e quando conseguimos identificar nossos talentos e colocar esse talento a serviço do outro, aliado a muito trabalho e dedicação, você pode virar expert no seu mercado. E foi isso que Jordan fez.

Não estamos tentando virar grandes jogadores de basquete, mas podemos tirar uma lição preciosa desse esporte e nos tornarmos o Michael Jordan das nossas próprias histórias. Não se acerta uma cesta de primeira. Você já possui um conjunto de talentos, basta conhecê-los e usá-los a seu favor, e colocar um dose de técnica, garra e persistência para se destacar. Fazer uma cesta é a conquista da tentativa e erro. Se desistimos de primeira, jamais sentiremos o gosto de arremessar a bola e mudar o placar do jogo. 

“Eu errei mais de 9000 cestas e perdi quase 300 jogos. Em 26 diferentes finais de partidas, tive a última bola e falhei. Eu tenho uma história repleta de falhas e fracassos e é exatamente por isso que sou um sucesso!” (Michael Jordan)

Jordan também precisou aperfeiçoar suas estratégias e técnicas, desenvolveu sua visão de jogo e sua ambição em fazer cada vez mais cestas e vencer cada partida jogada. Isso também fez dele o maior astro de basquete de todos os tempos. Seu talento somado a tudo que aprendia e praticava, se tornou uma combinação explosiva para se tornar o melhor do mundo. Qual os seus talentos? Você tem se permitido testar hipóteses e aperfeiçoá-los? 

Um processo profundo e profissional de Marca Pessoal tem como ponto de partida a compreensão dos seus talentos e como você coloca isso em benefício do outro. Por isso, falamos que Marca Pessoal não é sobre você, é sobre como você agrega valor, a partir dos seus talentos e do seu conhecimento, a fim de contribuir para o outro. 

CONSTRUA RELAÇÕES RELEVANTES 

Você não constrói sua Marca Pessoal sozinho. Em qualquer estratégia de Marca Pessoal você não vive isolado numa ilha. Temos uma cesta de relações, que chamamos de Networking, que pode contribuir para fortalecer nossa Marca Pessoal e fazer com que você atinja o seu objetivo final. Foi exatamente isso que Jordan fez.

Jordan não abria mão de jogar com seu parceiro de quadra e de vida, Scottie Pippen, e seu treinador, Phil Jackson. Ele dizia que se seu treinador saísse, ele também estaria fora. Formou-se um trio importante e que fez história! Essa parceria construiu a identidade do time do Chicago Bulls daquela temporada e deu o reconhecimento a Jordan, como peça diferencial da equipe.

Ele sabia exatamente onde queria chegar e quem poderia contribuir com ele para seu objetivo final. Apesar de Jordan ser um jogador que puxava todo o seu time, existe claramente um troca entre suas relações, era uma relação ganha-ganha entre todas as partes. 

Interaja com seu público de uma forma prazerosa e enriquecedora! Crie alianças poderosas com quem está disposto a ajudar no seu crescimento pessoal e profissional. Como você nutre sua cesta de networking? O que você oferece e agrega para suas relações? 

USE O STORYTELLING COMO ALIADO DA SUA MARCA

Storytelling nada mais é que o ato de contar uma história. Essa prática se tornou uma ferramenta de comunicação fora das telas de cinema e televisão há alguns anos. As histórias que contamos são sempre as mesmas na sua essência e nos ajudam a contar e a mostrar para as pessoas quem somos, qual é a nossa Marca Pessoal. 

Gosto de dizer que vivemos num constante re-branding, porque ao longo dos anos, contamos e recontamos a nossa história e vamos trazendo novos significados, oferecendo novas perspectivas de acordo com o contexto que estamos vivendo, afinal somos seres humanos e estamos em constante evolução. 

O Storytelling possui algumas técnicas que nos ajudam a tornar a nossa história mais interessante e agradável para nossos ouvintes. Uma história bem contada, seduz e nos conecta, nos cativa, seja pelas emoções ou pela conquista do grande objetivo final, com todos os altos e baixos pelo caminho. A história bem estruturada sustenta a reputação da nossa Marca Pessoal!

Normalmente, as pessoas fazem suas escolhas guiadas, mesmo que inconscientemente, pela sua conexão emocional com o outro e as nossas histórias servem como meio para tal. A sua história é um elemento a mais para revelar a sua marca pessoal.

Muitos jovens não tiveram a oportunidade de assistir ao Michael Jordan jogando ao vivo, mas todos sabem o seu nome e conhecem a sua história. Mesmo aposentado,  as pessoas falam em basquete e logo lembram de Michael Jordan e sua trajetória. 

O que diferencia sua marca pessoal das demais marcas é a sua história. Sua marca é uma promessa única de valor! Promessa, porque é uma expectativa que você gera nas pessoas; única, porque só você pode entregar esse conteúdo da sua forma particular de ser; e, de valor, porque é o valor que você oferece para o enriquecimento e desenvolvimento do outro. 

Você sabe identificar qual a proposta de valor da sua Marca Pessoal? Nem sempre é fácil identificar. Vamos voltar ao ponto inicial! Você precisa partir de uma verdade, da sua essência; e, com base nesse olhar interno, com técnicas e ferramentas, entender o que diferencia você dos demais, aquilo que faz você ser único e se destacar no meio da multidão.  Um processo de Marca Pessoal é rico e cheio de descobertas, que fará você ter uma visão mais estratégica de onde você quer chegar e vai dar todas as diretrizes de como comunicar,  o que comunicar e onde comunicar  a sua história. 

Você já tem sua própria Marca, basta nutrir o que tem de melhor a oferecer e comunicar ao mundo de forma autêntica e fiel a você mesmo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

8 − four =